Mostrando postagens com marcador engenharia mecanica. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador engenharia mecanica. Mostrar todas as postagens

Instituto ESSS Disponibiliza Curso de CAE Gratuíto


 

O Instituto ESSS é a maior referência quando o assundo é modelagem 3D e simulação de eventos em projetos de engenharia de grande complexidade.

Está disponibilizando gratuitamente em sua plataforma o curso de Fundamentos de CAE (Computer Aided Engineering), uma ferramenta capaz de vizualizar e prever eventos possíveis em estruturas metálicas, tubulação, incidência de resistência do ar e muitos outros.






O melhor de tudo, é disponibilizado o certificado ao final do curso.

Para se inscrever no curso é preciso fazer um breve cadastro na plataforma (uma matrícula) e pronto, já estará disponível.

Para acessar a plataforma acesse esse link: Instituto ESSS


Gostou da matéria?

Compartilhe em suas redes sociais para ajudar a manter o site sempre atualizado.

Renault terá novo diretor de engenharia para região Américas


Renault passará a contar com um novo diretor de engenharia para a região Américas: Antonio Fleischmann será o novo responsável pelo centro de engenharia da empresa na região (RTA, Renautl Tecnologia Américas). Ele sucederá Pascal Mouliner, que terá outra função no Grupo Renault.



Em seu novo cargo, Fleischmann responderá hierarquicamente ao presidente da Renault nas Américas, Luiz Fernando Pedrucci, e também ao vice-presidente executivo e diretor mundial de engenharia da Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, Gaspar Gascon.

“Tenho grande orgulho de anunciar a promoção de mais um líder brasileiro, com a chegada de Antonio Fleischmann ao comitê de direção da Região Américas. Ele está no Grupo Renault há quase 20 anos, durante os quais demonstrou suas competências e forte comprometimento em relação à empresa”, comenta em nota o presidente da Renault para a região Américas, Luiz Fernando Pedrucci.

O executivo ingressou na Renault em 2000, como líder de produto para os chassis dos modelos Mégane e Scénic no Mercosul. Ao longo de sua carreira na montadora, desempenhou sua função em diferentes cargos até ser nomeado vice-presidente de projetos da região Américas no RTA, em 2016.

O RTA é formado por uma equipe de quase 1 mil engenheiros e é um dos centros de tecnologia da Renault no mundo. Inaugurado em 2007, é responsável pelo desenvolvimento de veículos que atendem as necessidades dos mercados da América Latina.

Schneider Electric recruta mulheres e estagiários para cargos de engenharia e tecnologia

Representando 43,5% das novas contratações feitas pela Schneider Electric na América do Sul, as mulheres estão na mira do recrutamento da empresa.
Para as dezenas de vagas abertas no Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Bolívia, Venezuela, Peru e Equador, a empresa informa que tem o compromisso de atrair mulheres, sobretudo para cargos nas áreas de tecnologia e engenharia. 
As oportunidades são continuamente anunciadas pelo site da empresa e é também por lá que são recebidas as candidaturas.
Na região, as funcionárias representam 35,7% da força de trabalho, mas entre as posições ligadas a ciências exatas, o déficit aumenta. 
“Nosso esforço é para mudar essa realidade, até porque a Quarta Revolução, a IoT (Internet das Coisas) e mais fortemente a IIoT (Internet Industrial das Coisas) exigem habilidades e profissionais diferentes”, diz Rafael Segrera, presidente da Schneider Electric para América do Sul, em nota.
A companhia informa que zerou a diferença salarial entre gêneros em cargos semelhantes na América do Sul em 2018 e que mantém um orçamento dedicado a sanar eventuais desequilíbrios.
Além das oportunidades efetivas, a Schneider Electric também está recrutando estagiários. 
As oportunidades do programa são para estudantes com formação prevista entre junho de 2020 e dezembro de 2022 em diversos cursos superiores.  
A maior parte das vagas é em São Paulo (escritórios em Jurubatuba e Granja Julieta, na capital, e ainda na fábrica em Guararema e no centro de distribuição, em Cajamar) mas, o programa também oferece oportunidades em cidades como Curitiba (PR), Eusébio (CE), Blumenau (SC) e Rio de Janeiro (capital). 
Para o programa de estágio, as inscrições são feitas pelo site da 99jobs.

Será Que Agora Vai?! Fim Do Recolhimento Obrigatório Do CONFEA/CREA

Uma proposta legislativa para extinguir o pagamento de anuidade de todos os conselhos de classe profissionais, foi apresentada no senado no dia 26 de janeiro de 2019 e endossada no último dia 06 de março pela Deputada Federal Joice Hasselmann (PSL) nas redes sociais. 


Citando alguns exemplos:  Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e conselhos de classe, como Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea) e Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU), entre muitos outros, listaremos todos eles no final da matéria.
De acordo com o projeto, o pagamento anual é similar a forma de como o imposto sindical era cobrado, e que acabou sendo extinta na última Reforma Trabalhista.
Há muitas reclamações de brasileiros que estão impedidos de atuar em suas áreas por não conseguirem pagar as altas taxas.
“A obrigatoriedade de pagamento da anuidade de órgãos regulatórios como CREA, CAU, OAB, entre outros, somente onera o profissional e não agrega em nada para o desenvolvimento da classe."
A ideia é que seja facultativo o pagamento somente da anuidade, não se estendendo para outros tipos de serviços como recolher ART, no caso de engenheiro”, via publicação no site do Senado e que está em votação aberta a todos os profissionais destes conselhos.( ⇐ Acesse se quiser votar contra ou a favor)
Fazendo uma analogia com DETRAN, que emite um habilitação para dirigir ou pilotar veículos, independente se o cidadão têm habilidade prática ou não, conselhos de classe funcionam da mesma forma. 
É considerado habilitado a exercer uma profissão específica quando comprovar conclusão de um curso reconhecido pelo MEC devidamente registrado. 
Outra atribuição importante dos conselhos de classe é o papel da fiscalização das atividades inerentes à área de atuação do profissional, exemplo: Fiscalização de uma obra, verificar se o mesmo foi executado por um profissional capacitado e se as normativas éticas estão sendo seguidas.

Conselhos de Classe do Brasil

  • Conselho Federal de Administração (CFA) e conselhos regionais (CRA)
  • Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil e conselhos regionais (seccionais da OAB)
  • Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU)
  • Conselho Federal de Serviço Social (CFESS) e conselhos regionais (CRESS)
  • Conselho Federal de Biblioteconomia (CFB) e conselhos regionais (CRB)
  • Conselho Federal de Biologia (CFBIO) e conselhos regionais (CRBIO)
  • Conselho Federal de Biomedicina (CFBM) e conselhos regionais (CRBM)
  • Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e conselhos regionais (CRC)
  • Conselho Federal de Corretores de Imóveis (COFECI) e conselhos regionais (CRECI)
  • Conselho Federal de Economia (CFE) e conselhos regionais (CORECON)
  • Conselho Federal de Educação Física (CONFEF) e conselhos regionais (CREF)
  • Conselho Federal de Enfermagem (COFEN) e conselhos regionais (COREN)
  • Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA) e conselhos regionais (CREA)
  • Conselho Federal de Estatística (CONFE) e conselhos regionais (CONRE)
  • Conselho Federal de Farmácia (CFF) e conselhos regionais (CRF)
  • Sociedade Brasileira de Física (SBF)
  • Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO) e conselhos regionais (CREFITO)
  • Conselho Federal de Fonoaudiologia (CFFa) e conselhos regionais (CREFONO ou CRFa)
  • Magistrados Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB)
  • Conselho Federal de Medicina (CFM) e conselhos regionais (CRM)
  • Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) e conselhos regionais (CRMV)
  • Conselho Federal de Museologia (COFEM) e conselhos regionais (COREM)
  • Músicos Ordem dos Músicos do Brasil (OMB)
  • Conselho Federal de Nutrição (CFN) e conselhos regionais (CRN)
  • Conselho Federal de Odontologia (CFO) e conselhos regionais (CRO)
  • Conselho Federal de Psicologia do Brasil (CFP) e conselhos regionais (CRP)
  • Conselho Federal de Química (CFQ) e conselhos regionais (CRQ)
  • Conselho Regional de Profissionais de Relações Públicas (Conrerp) e conselhos regionais (CONFERP)
  • Conselho Federal dos Representantes Comerciais (CONFERE) e conselhos regionais (CORE)
  • Conselho Nacional de Técnicos em Radiologia (CONTER) e conselhos regionais (CRTR)
  • Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT)

CONFEA e CREA Emitem Nota Sobre A Tragédia Em Brumadinho-MG

Diversas entidades que compõem o Sistema Confea/Crea manifestaram-se em decorrência do rompimento da barragem da Mina do Feijão, em Brumadinho-MG. 
No último sábado (26), o Confea e o Crea-MG assinaram uma nota conjunta, lamentando o incidente da última sexta, que já registrou a morte de 60 pessoas até o início da tarde desta segunda-feira. Todas as entidades se solidarizam com as vítimas e destacam a importância da Engenharia e das Geociências do país.

Em sua conclusão, a nota afirma: “Os Conselhos reforçam a necessidade de discutir alternativas e protocolos técnicos capazes de minimizar riscos sociais e ambientais, assim como as políticas de licenciamento ambiental e de segurança de barragens. Para o Sistema Confea/Crea é imperativo trabalhar com demais órgãos técnicos na busca de soluções definitivas para que desastres como esse jamais voltem a acontecer em nosso país”.

Para a Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes), "é lamentável que o Brasil, um dos países que mais tem se destacado na preocupação com as questões ambientais nos últimos anos, venha diminuindo iniciativas nesse sentido e sofra mais uma vez com uma ocorrência que certamente terá sérias consequências para a região e para o país, a exemplo do rompimento da barragem em Mariana-MG". Lembrando que há 52 anos sua atuação em prol do saneamento e da qualidade de vida a legitimou a atuar junto ao Comitê de Bacias Hidrográficas, onde o tema da segurança das barragens recebe constantes debates, a entidade afirma que "as efetivas ações de prevenção e fiscalização dessas barragens ainda são pontos que não têm a devida transparência e informação disponíveis à sociedade". E convoca profissionais, estudiosos, poder público, sociedade e outras entidades ambientais a mobilizarem-se nacionalmente em torno de um desenvolvimento sustentável benéfico ao país e ao mundo. 

“É com pesar que externamos nossa solidariedade às famílias das vítimas da tragédia de Brumadinho, Minas Gerais. Lamentamos por mais um cenário catastrófico, o Brasil está de luto juntamente com a Engenharia de Segurança do Trabalho”, declarou a Associação Nacional de Engenharia de Segurança do Trabalho (Anest).


Negligências e questionamentos
Com um alerta ao governo federal para a necessidade de rigor na fiscalização e no cumprimento da legislação ambiental e de respectivos protocolos de segurança, a Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros (Fisenge) também prestou solidariedade às vítimas e familiares de mortos e desaparecidos, entre eles, profissionais de engenharia. “A tragédia, resultante de negligências diante de alertas da sociedade civil organizada, impõe ao Brasil a urgente tarefa de controle social desses empreendimentos. Reivindicamos, ainda, o fortalecimento das instituições públicas de fiscalização, auditoria e monitoramento, bem como responsabilização, punição rigorosa aos envolvidos e reparação às famílias e à população atingida”. 


E conclui, enaltecendo a “competência, a inteligência e a capacidade técnica da engenharia brasileira e de especialistas das universidades públicas em proporcionar soluções para a contenção de danos, logística e reconstrução da região”.

O contexto das barragens de rejeito e de águas do Estado de São Paulo serviu de parâmetro para a nota da Federação Brasileira de Geólogos (Febrageo). Após uma consulta ao site da Agência Nacional de Águas (ANA), a entidade relatou que apenas 197 das 7.171 barragens outorgadas do Estado estão cadastradas no Sistema Nacional de Informações sobre Segurança de Barragens (SNISB), criado pela Lei Federal nº 12.334/2010. 


Identificando outras falhas no registro, sobretudo das barragens de grande porte, acima de 15 metros e com alto dano potencial associado, a entidade faz cinco importantes questionamentos às autoridades, colocando-se à disposição para auxiliar na aplicação da Política Nacional de Segurança de Barragens. Posteriormente, a entidade publicou uma segunda nota sobre a tragédia.

Conhecimento e prejuízos ambientais e humanos

Após lembrar que "a construção e a operação de uma barragem agregam conhecimentos multidisciplinares, abrangendo grande parte das engenharias, geologia, geotecnia e agronomia”, a Federação Nacional de Engenharia Mecânica e Industrial (Fenemi) lastimou a “desvalorização de nossa engenharia no Brasil”, desde a formação do engenheiro à ausência de empreendimentos.


A Fenemi associa a escassez de profissionais experientes nas grandes obras atuais, em detrimento a mão de obra menos dispendiosa, à contratação pelo Regime Diferenciado de Contratações e ao pregão, que “desvalorizaram a engenharia, trazendo consigo um resultado ‘aprovado’ burocraticamente pelos órgãos de controle estatais, mas sem o devido amadurecimento técnico necessário”, apoiando a aprovação do PLC 13/2013, que trata da Carreira Técnica de Estado para Engenheiros e Arquitetos, ressaltando ainda que “as palavras-chave para evitar catástrofes como essas são manutenção e monitoramento, que exigem equipes multidisciplinares, bem treinadas e experientes”.

A Associação Brasileira de Educação em Engenharia (Abenge) solidarizou-se com as vítimas, lembrou que os prejuízos ambientais e humanos são interdependentes e indissociáveis e considerou que “as entidades da engenharia estão consternadas e preocupadas com a situação de outras intervenções que podem resultar em novas tragédias, sejam elas pontuais como esta ou que vão deteriorando o ambiente ao longo do tempo”.

Fonte: CONFEA

Fim Da Anuidade Do CREA?

O senado abriu uma idéia legislativa com a proposta enviada pelo Engenheiro Tiago Sanches Zocolaro.

A proposta visa a extinção da cobrança de anuidade para orgãos regulamentadores como o CREA, CAU, OAB etc. Segundo o próprio Engº Tiago, esses orgãos "somente onera o profissional e não agrega em nada para o desenvolvimento da classe" (SIC).

Essa petição precisa de ao menos 20 mil apoios para que se torne uma sugestão Legislativa e entre na pauta dos Senadores da República.
Para apoiar você pode acessar esse LINK.

Compartilhe essa matéria com os amigos e curta nossa página no facebook: Srº Engenheiro.

Treinamento de AutoCAD Do Básico Ao Avançado em Santos/SP

Que o AutoCAD e uma ferramenta de suma importância para a formação e profissionalismo do Engenheiro ninguém duvida.

A ferramenta mundial para criação de plantas de casas, prédios, shopping ou mesmo de peças automotivas, até mesmo um foguete.

O AutoCAD é multifacetado.

Por esse motivo, caso você tenha interesse em participar de um intensivão de AutoCAD, do básico ao avançado, terá a possibilidade de participar no próximo dia 10 de Novembro.

O treinamento é organizado pela Empresa Junior IMar Jr. Consultoria & Projetos da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) em parceria com a escola de cursos Maestria.

Caso tenha interesse em participar ou queira mais informações, acesse o link: Treinamento de AutoCAD do Básico ao Avançado.

Adblock Detectado

SEI QUE VOCÊ NÃO GOSTA DE PROPAGANDA, NÓS TAMBÉM NÃO

Mas essa é a maneira que encontramos de mostras as matérias gratuitamente para você.

Por favor, desabilite seu AdBlock e desfrute de todas as informaççoes do nosso site.

Muito obrigado, Blog Do Engenheiro

×