Mostrando postagens com marcador hidreletrica. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador hidreletrica. Mostrar todas as postagens

Conheça as diferenças entre engenharia elétrica e eletrônica


O campo da Engenharia é uma área vasta com diversos segmentos de atuação. 

Ao todo são mais 30 áreas especializadas em diferentes estudos, campos de produção e desenvolvimento. 

Entre todo esse mundo da engenharia, existem dois segmentos que podem até ser confundidos pelo nome, mas é bom ter atenção, porque as atividades dos dois profissionais são bem distintas. Veja a seguir as diferenças entre engenharia elétrica e eletrônica.
Engenharia Eletrônica ou Engenharia Elétrica?

Algumas pessoas interessadas em dar início a um curso de graduação em engenharia podem se ver em dúvida sobre os dois cursos de graduação. Apesar das formações prepararem o profissional para áreas bastante diferentes, a confusão é compreensível, uma vez que ambos os engenheiros trabalham com a área da tecnologia e equipamentos eletrônicos. Porém, a diferença está na atuação de cada profissional.

O engenheiro elétrico se dedica às redes elétricas e grandes circuitos, focando sua atuação na geração e distribuição de energia elétrica e energias renováveis. Suas atividades estão relacionadas a redes de telefonia e usinas de produção de energia (hidroelétricas, solares, eólica, etc.). 

Já o engenheiro eletrônico tem o foco em equipamentos de baixa tensão e amplitude, como no desenvolvimento eletrônico e em todo processo de manutenção de aparelhos smartphonestablets, computadores, sistemas de monitoramento, entre outros.
Diferenças acadêmicas

Todos os cursos da área de Engenharia têm um início muito parecido na maioria das instituições de ensino do nível superior. 

Nos dois primeiros semestres da graduação a matriz curricular é composta em sua maioria por disciplinas básicas das Ciências Exatas, como Matemática, Lógica, Física e outras.

A partir do segundo ano os cursos começam a se diferenciar. Enquanto os estudantes da Engenharia Elétrica começam a ver disciplinas como Máquinas Elétricas, Sistemas de Controle, Redes Elétricas e outras, em Engenharia Eletrônica as atenções passam a se voltar mais para Eletromagnetismo, Antenas, Circuitos Digitais, Redes de Internet e Telefonia, etc.

Registro no CREA

Após a formação acadêmica, tanto o engenheiro elétrico quanto eletrônico só estão devidamente habilitados a exercer suas funções de acordo com a lei após o registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) com jurisdição sob o local de sua atividade. Portanto, engenheiros, agrônomos, tecnólogos e profissionais de formação técnica voltada às áreas cobertas pelo Conselho precisam tirar o CREA para atuar de forma legal. 

Fonte: Educa Mais Brasil

Gostou da matéria?
Curta e compartilhe com os amigos.
Siga-nos no Instagram e Twitter. Os links estão no topo do Blog.

Essa torre de microalgas filtra o ar como 400 árvores

Com o desafio de reduzir o dióxido de carbono atmosférico, um jovem mexicano chamado Carlos Monroy Sampieri criou uma torre com filtro de microalgas que gera ar saudável no meio dos centros urbanos.

Estas são chamadas de torres Biourban, que possuem um sistema de biofiltração de poluentes atmosféricos, elas são capazes de melhorar muito a qualidade do ar, como se fossem árvores artificiais.
Sua startup Biomitech foi a vencedora do Heineken Green Challenge durante o festival de empreendedorismo da INCMT 2018, organizado pela Tec de Monterrey.
Como funciona?
Através da fotossíntese, as algas transformam dióxido de carbono em oxigênio e expelem a biomassa, que pode ser usada como adubo ou biocombustível.
“Um filtro que você joga e contamina, e neste caso, microalgas são algo que já existe e está no ambiente. Isso nos ajuda a fabricar produtos sem contaminação “, diz Monroy.
As torres possuem sensores que monitoram a qualidade do ar e são auto-sustentáveis, já que funcionam com energia solar.

Fonte: Engenharia é

Gostou da matéria?
Curta e compartilhe com os amigos.

Micro usina hidrelétrica gera energia para até 60 casas


Usinas hidrelétricas são grandes feitos da engenharia moderna, a é uma das formas mais limpas de conseguir energia elétrica.


Um problemas desse método de conseguir energia é a desapropriação de habitações ribeirinha para a construção da barragem, uma vez que para a construção de uma grande usina, é necessário uma grande (enorme) quantidade de água armazenada, para assim ser lançada nas turbina que por sua vez fazem o trabalho de gerar a energia que chega até a sua casa.

Recentemente foi postado um vídeo na internet de uma solução de pequena escala para o problema da construção de barragem.

Uma micro usina!

micro usina hidreletricaNo vídeo a seguir você verá uma explicação sobre como funciona feita pelo Tec Mundo, mas vou resumir de ante mão.


A usina é basicamente uma construção pré fabricada em forma de espiral onde é instalada uma turbina.

Essa construção é colocada na lateral do rio, mudando assim, apenas uma pequena parte do curso do rio. Ou seja, não agride o meio ambiente.


A água do rio entra por uma abertura inicial e segue até essa espiral, formando um redemoinho e assim acionando automaticamente a turbina que se encontra no centro dessa espiral.

A turbina por sua vez gera a energia que é o suficiente para atender a até sessenta residências simples.




Gostou da matéria?

Compartilhe com os amigos e curta nossa página no Facebook!

Adblock Detectado

SEI QUE VOCÊ NÃO GOSTA DE PROPAGANDA, NÓS TAMBÉM NÃO

Mas essa é a maneira que encontramos de mostras as matérias gratuitamente para você.

Por favor, desabilite seu AdBlock e desfrute de todas as informaççoes do nosso site.

Muito obrigado, Blog Do Engenheiro

×