Header Ads Widget

 


O veículo do Exército brasileiro já está sendo testado no estado de São Paulo, prometendo revolucionar o setor da mineração, investimentos foram feitos para a família Guarani de veículos militares.

Os primeiros teste com veículos blindados adquiridos pelo Exército Brasileiro, já começaram a ser realizados. O conceito é um 6x6 Guarani e ficaram disponíveis no Arsenal de Guerra de São Paulo.
Segundo o próprio exército, o veículo poderá revolucionar o setor de mineração do Brasil.

Leia também:


O projeto foi estudado pelo Estado-Maior do Exército (EME), ao lado do Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT), para que sua viabilidade fosse analisada e também para permitir mudanças no chassi do veículo blindado do Exército Brasileiro.

As viaturas de engenharia que prometem revolucionar o setor de mineração brasileiro possuem uma lâmina reta para obstáculos, braço de escavadeira, pá carregadeira, todos intercambiáveis. A integração entre essas diversas OM’s, demonstra a excelência de trabalho que há dentro do exército Brasileiro.

O projeto do DEC, coordenado pela Diretoria de Material de Engenharia (DME), teve início com o estudo de meios para criar um protótipo capaz de subsidiar o desenvolvimento da família de veículos blindados.

Vale ressaltar que o escolhido para apoiar o projeto como integrador das instalações de engenharia foi o AGSP, que possui uma grande experiência na manutenção, modernização e revitalização de viaturas blindadas.



Além do veículo, o Exército ainda adquiriu três implementos diferentes

Os implementos serão utilizados para a mineração, mas depois da homologação, a instituição fará negociações para a obtenção de modelos para a função antiminas.

Os implementos adquiridos fora:

-Implemento de pá carregadeira;
-Implemento de braço de escavadeira;
-Implemento de lâmina para a remoção de obstáculos.

Braço de escavadeira - Tecnodefesa
Pá carregadeira - Tecnodefesa.
Lâmina para remoção de obstáculos - Tecnodefesa.

Gostou dessa matéria?

Compartilhe com os amigos nas suas redes sociais.


Curta nossa página no Facebook:


Post a Comment

Publicidade

Publicidade